Notícia

Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí

Secretaria de Saúde apresentou, nesta terça-feira, balanço das ações no município
Data de inclusão: 09/05/2017 10:41

A reativação da Sala de Situação de Combate à Dengue foi fundamental para Itajaí zerar o número de casos da doença em 2017. A Sala foi um dos primeiros decretos do prefeito Volnei Morastoni no mês de janeiro. O intuito era promover ações conjuntas para controle do mosquito Aedes Aegypti, como mutirões, fiscalizações, levantamentos aéreos, trabalhos educativos, entre outras atividades. Nesta terça-feira, foi apresentado o balanço das ações na sala de reuniões do Gabinete do Prefeito.

O trabalho intenso de diversas Secretarias rendeu resultados positivos. Os números de casos suspeitos de dengue, por exemplo, tiveram uma redução de 75,24% em relação ao mesmo período de 2016. No ano passado, foram registrados 80 casos confirmados de dengue no período. E em 2017, esse número segue zerado – completando 11 meses sem casos de dengue.

Uma das primeiras ações do ano para obter essas estatísticas foi o mutirão de limpeza em parceria com a Secretaria de Obras. A atividade passou pelos bairros São Vicente, Cidade Nova e Cordeiros e recolheu 1.019 caçambas de lixo e entulho. Outro mutirão importante foi realizado no Cemitério da Fazenda, onde foram recolhidos 15 sacos com objetos que poderiam acumular água. Também foram fixadas seis placas de orientação aos moradores.

Mais de 100 mil visitas

Ainda em janeiro, a Secretaria de Saúde também contratou mais sete agentes de endemias para ajudar no controle da doença. Com o reforço, de janeiro a maio, foram feitas 102.520 visitas em residências, armadilhas, pontos estratégicos e em locais suspeitos de casos da doença. Além disso, foi aplicado inseticida em 16 locais da cidade que apresentaram focos.

As ações conjuntas não pararam por aí. Nas reuniões da Sala de Situação, foi definida uma força-tarefa da Vigilância Sanitária, Fundação do Meio Ambiente e Secretaria de Urbanismo para intensificar a fiscalização em borracharias, ferros-velhos e empresas que estavam descumprindo a legislação e proliferando o mosquito Aedes Aegypti. Ao todo, foram feitas 48 visitas de fiscalização para regularização dos locais.

Em 2017, o município também aplicou pela primeira vez a lei federal que permite o ingresso forçado em imóvel que estava gerando focos do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. As Secretarias de Obras e Saúde, em conjunto com a Coordenadoria de Trânsito (Codetran), entraram no local e esvaziaram uma piscina.

A Codetran também apoiou os agentes de endemias da Secretaria de Saúde fazendo levantamentos fotográficos com o drone. Cerca de 560 imagens foram feitas para verificação de possíveis criadouros do mosquito em locais de difícil acesso. Outra ação importante, que começou a ser realizada em abril, é a limpeza nas casas de acumuladores de materiais. Seis locais foram mapeados no município para receber os trabalhos. Apenas na primeira residência foram retirados 32 caminhões de lixo e entulho.

Ações educativas

Além disso, as Secretarias de Pesca e Educação têm contribuído com o trabalho de combate à dengue por meio de ações educativas. Somente nos primeiros meses do ano foram feitas vistorias a embarcações e palestras nas empresas de pescado, atingindo cerca de 1 mil trabalhadores do setor. Na área da Educação, 18.723 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental receberam orientações e fizeram trabalhos educativos sobre a dengue.

O município ainda promoveu o mutirão Juntos Pelo Rio e Todos contra o Aedes Aegypti, realizado pelo Porto de Itajaí e Semasa com apoio de diversas secretarias. O evento mobilizou 750 voluntários e recolheu mais de duas toneladas de lixo. Outra ação importante foi a implantação do aplicativo da Defesa Civil, que conta com espaço para fazer denúncias de possíveis focos da dengue.

Sobre a Sala de Situação municipal

Reativada pelo prefeito Volnei Morastoni através do decreto n° 10.873/2017, a Sala de Situação continua se reunindo a cada 15 dias e tem sido um importante apoio à Secretaria Municipal de Saúde nas ações de controle do mosquito Aedes Aegypti. O objetivo é viabilizar o planejamento em conjunto de metas e estratégias de prevenção, bem como buscar soluções para os desafios e dificuldades que surgem no dia a dia.

A Sala de Situação municipal fica interligada às Salas de Situação Estadual e Nacional e ao Gabinete do Prefeito. É composta pelas secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social, Obras, Comunicação, Segurança, Urbanismo, Pesca, Habitação e Educação, além de Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Fundação do Meio Ambiente (Famai), Procuradoria Geral, Semasa, Porto de Itajaí, 17ª Gerência Regional de Saúde, entre outros órgãos da sociedade.
 
_____________________________
Informações adicionais:
Secretaria de Comunicação
Maikeli Alves
(47) 3249-5524

Imagens relacionadas

Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí
Sala de Situação foi essencial para zerar casos de dengue em Itajaí